Jetspeed 2 Logo
  Welcome     Tour     Archive     Creators     Documents     Search     Help  
Login Portlet
minimized maximized
Username
Password
Locale Selector
minimized maximized
Language:
Search
view minimized maximized
Introduction
help minimized maximized
CENTRO DE DOCUMENTAÇÃO DA TERRA
DE SANTA MARIA
Ver Documentos

O Centro de Documentação da Terra de Santa Maria surge por iniciativa da Comissão de Vigilância do Castelo de Santa Maria da Feira e insere-se num projecto mais vasto. Esse projecto, financiado pela CCDRN - Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte / ON - Programa Operacional da Região do Norte - Medida 3.9 Cultura, pelo IPPAR - Instituto Português do Património Arquitectónico e pela própria Comissão de Vigilância do Castelo de Santa Maria da Feira, desenvolveu-se numa tríplice dimensão: a da intervenção arquitectónica no Castelo, a do estudo arqueológico das zonas intervencionadas e a da recuperação, preservação e divulgação da memória sobre o espaço histórico da Terra de Santa Maria.
O Centro de Documentação da Terra de Santa Maria assumiu como objectivo central o de reunir um conjunto alargado de documentação, produzida por um número significativo de instituições públicas e particulares, dispersa por múltiplas entidades tutelares, obrigando a frequentes deslocações para o acesso, o estudo, a investigação e a plena fruição desses bens culturais.

Numa era que se assume como sendo da informação e da globalização o que se pretende é facultar o acesso a uma vasta informação histórica através de um meio privilegiado, um sítio web, que em simultâneo agrega informação sobre um espaço que desde o período medieval se apresenta com uma identidade territorial e administrativa – a Terra de Santa Maria – e a disponibiliza em ordem ao desenvolvimento de projectos de investigação e ao estudo das dinâmicas históricas.

O Centro de Documentação erigiu como objectivos:

  • Localizar e identificar a documentação histórica relacionada com a Terra de Santa Maria, produzida ao longo dos séculos, fruto de dinâmicas locais e nacionais;
  • Recuperar e preservar um acervo documental, neste momento disperso e dificilmente identificável;
  • Tratar arquivisticamente a documentação através da descrição normalizada dos documentos seleccionados, segundo normas aceites internacionalmente, ISAD (G) - International Standard Archival Description (General), e ISAAR (CPF) - International Standard of Archival Authority Record for Corporate Bodies, Persons and Families, aplicado ao nível da peça/documento, contextualizando a sua produção;
  • Disponibilizar as descrições arquivísticas e imagens obtidas através de digitalização a utilizadores locais e na Internet;
  • Responder a solicitações de investigadores locais e universitários de forma a incentivar a realização de estudos históricos sobre a Terra de Santa Maria;
  • Potenciar toda uma dinâmica cultural em redor do castelo, símbolo desta região, através de acções paralelas de extensão cultural, educativa, científica e social.

Para atingir esses objectivos foram implementadas uma série de tarefas:

  1. Selecção documental. O Centro de Documentação centrou-se, numa 1ª fase, a que se encontra concluída, na documentação identificada pelo Prof. Dr. José Mattoso, Luís Krus e Amélia Andrade, na obra A Terra de Santa Maria no século XIII (Santa Maria da Feira: Comissão de Vigilância do castelo de Santa Maria da Feira, 1993), bem como naquela transcrita pelos mesmos autores n' O Castelo e a feira. A Terra de Santa Maria nos séculos XI a XIII (Lisboa: Editorial Estampa, 1989).
  2. Estabelecimento de protocolos de cooperação com todas as instituições detentoras da documentação seleccionada, em particular o Instituto dos Arquivos Nacionais/ Torre do Tombo, o Arquivo Distrital do Porto, o Arquivo Municipal do Porto; o Arquivo da Universidade de Coimbra e o Arquivo Distrital de Braga, que permitiram a reprodução dos documentos.
  3. Reprodução documental em microfilme e suporte digital
  4. Transcrição paleográfica, não envolvendo tradução para Português de documentos originalmente escritos em Latim.
  5. Tratamento técnico documental através de descrições arquivísticas de acordo com as ISAD(G) e ISAAR(CPF), procedendo à classificação e indexação dos documentos.
  6. Desenvolvimento de uma ferramenta de indexação em XML.
  7. Controlo intelectual, composto por dois itens:
    1. Indexação
    2. Criação de meta-informação
  8. Desenvolvimento de uma base de dados multimédia, utilizando o protótipo Metamédia (INESC Porto) para armazenamento, organização e gestão de objectos digitais.
  9. Carregamento do repositório de imagens e associação das imagens às descrições arquivísticas.

Para a prossecução destes objectivos foi criada uma equipa multidisciplinar, que pode ser consultada na janela ao lado.

A primeira fase do projecto que através desta página web se disponibiliza faculta o acesso a 117 documentos relativos aos séculos XII e XIII e constitui apenas o primeiro passo para a reunião de um mais vasto acervo documental e de um percurso de que se contam já programadas as próximas iniciativas:

  • A inclusão de toda a documentação medieval até agora publicada
  • A pesquisa de documentação inédita em arquivos nacionais e estrangeiros relativa ao período medieval e moderno
  • A associação de outros materiais (fotografia, vídeo, registo arqueológico, cartografia, ...) sobre a Castelo e a Terra de Santa Maria.

O Centro de Documentação procura, como de resto todo o projecto de intervenção em curso em torno do castelo, reconstruir a memória histórica de um espaço com reconhecida identidade sócio-política, procurando preservar e permitir a fruição, por vastas camadas de cidadãos, de um valioso e vasto património histórico, seja ele construído, iconográfico ou documental.
Highlights
help minimized maximized
Portlet is Not Available: Metamedia::HighlightsPortlet
Reason: null
Equipa
help minimized maximized
Equipa do Projecto
Entidade Responsável
Comissão de Vigilância do Castelo de Santa Maria da Feira
Direcção Científica
Francisco Ribeiro da Silva
Coordenação geral e direcção da gestão de informação
Silvestre Lacerda
Amélia Polónia
Assessoria científica
Luís Carlos Amaral
Coordenação da equipa de informática
Gabriel David
Cristina Ribeiro
Equipa da área da história
Patrícia Costa
Hugo Ribeiro da Silva
Equipa da descrição arquivística
Rui Esperança
Equipa da área de informática
Catalin Calistru
André Barbosa
Nuno Cerqueira
José Pacheco
Fernanda Coutinho
Pedro Pinto
Luís Martinho